Palestra sobre Energia solar e o cenário atual no Tocantins segue disponível no portal da Agrotins 2021 100% Digital

Agricultores, produtores e demais interessados pelo assunto podem acessar o conteúdo até o dia 30 de julho
por Raquel Oliveira/Governo do Tocantins
-
Palestra detalhada sobre o tema segue disponível no portal da Feira Agrotecnologica do Tocantins - Agrotins 2021 100% Digital - Foto: Divulgação

A energia solar é uma grande aliada dos produtores rurais, pois gera uma economia com a redução dos gastos com energia e aumentam a renda proveniente do agronegócio. Uma palestra detalhada sobre o tema segue disponível no portal da Feira Agrotecnologica do Tocantins - Agrotins 2021100% Digital e pode ser acessada pelo endereço www.agrotins.to.gov.br.  

Realizada pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e prefeitos, a Agrotins 2021 100% Digital  prossegue com conteúdos disponíveis, linhas de crédito e comercialização de veículos e produtos até o dia 30 de julho.

Além de debater o potencial do Tocantins a respeito da energia solar,  a palestra também aborda os seus benefícios, tanto na agricultura, quanto por realizar um desenvolvimento sustentável. 

“Para realizar a agricultura solar, são necessários painéis fotovoltaicos que irão captar a energia proveniente do sol, que será utilizada para abastecer máquinas e equipamentos e bombear água para plantações. Poderão ser utilizados, também, para fornecer ventilação e energia elétrica aos edifícios da fazenda”, destacou um dos palestrantes e que possui certificado PMP pelo PMI e SCPM por Stanford Advanced Project Management Program, o diretor de Operações do IPPER Solar, Fernando Oliveira. O IPPER é a maior integradora da WEG no Tocantins e responsável por desenvolver a primeira usina solar Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).     

Investimento

De acordo com o palestrante, mesmo com um investimento inicial, as vantagens oferecidas proporcionam muita economia e redução de custos operacionais do setor, bem como a contribuição na eficiência dos processos realizados. “Além disso, ao comparar a tecnologia fotovoltaica com outras fontes de energia agrícola, os sistemas solares se sobressaem, devido diversos fatores, como a baixa necessidade de manutenção  a autonomia que é conferida aos agricultores, a falta de preocupação com quedas de energia, e, já citado anteriormente, os baixos custos com energia”, destacou Fernando Oliveira.

Também participam da palestra o professor universitário do Ceulp/Ulbra, doutor em engenharia e sócio da EPI Norte Erwin Francisco Tochtrop; o CEO da Empresa Ilumisol Energia Solar Moises Leite; a microempresária na área de viagens internacionais e representante da EPI Norte Soluções energéticas, Eliane Tochtrop; a doutora em zootecnia e coordenadora do mestrado em Agroenergia Digital na Universidade Federal do Tocantins,  Flávia Tonani; e a gerente de desenvolvimento tecnológico da Seagro, a analista de sistema e mestre em modelagem computacional de sistemas, Valéria Mota.

 

keyboard_arrow_up