Em Palmas, 1ª DENARC deflagra a operação Subversio e apreende 110kg de drogas

Entorpecente foi apreendido durante operação da 1ª Divisão Especializada de Combate a Narcóticos em Palmas.
por Rogério de Oliveira
-
Drogas foram localizadas em Palmas e Luzimangues - Foto: DICOM SSP TO

Cerca de 110 kg de drogas foram apreendidas pela 1ª Divisão Especializada de Combate a Narcóticos (1ª DENARC), unidade antidrogas da Polícia Civil do Tocantins na tarde desta quarta-feira, 13, em Palmas, e também no distrito de Luzimangues, durante a deflagração da operação Subversio. Na ocasião, os policiais civis da unidade especializada, coordenados pelo delegado-chefe, Ênio Walcacer de Oliveira Filho também efetuaram as prisões de cinco pessoas suspeitas pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

 

De acordo com a autoridade policial, o entorpecente foi localizado dentro de um veículo nas imediações da praia da Graciosa. “As equipes da 1ª Denarc já tinham informações de que um veículo estaria realizando, constantemente, entregas de drogas por toda a cidade de Palmas, porém, não sabíamos onde seria o entorpecente estaria sendo guardado”, disse o delegado. 

 

Após intenso trabalho investigativo, na tarde desta quarta-feira, policiais civis da unidade especializada flagraram o mesmo carro se deslocando nas imediações da Praia da Graciosa. De imediato, as equipes fizeram o acompanhamento do automóvel, e efetuaram a abordagem do condutor já próximo ao Batalhão da Polícia Militar. 

 

Após buscas no interior do veículo, os agentes da 1ª DENARC, encontraram e apreenderam mais de 20kg de maconha. O condutor do carro recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas. Em continuidade às ações policiais, as equipes foram até a uma residência, localizada no distrito de Luzimangues, onde localizaram dezenas de pacotes de maconha, totalizando mais de 90 kg da droga. No local, também foram presas mais quatro pessoas, em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. 

 

“A residência, funcionava como um bunker, uma espécie de depósito que era gerenciado por uma mulher que é esposa de um indivíduo que já havia sido preso pela Denarc, por tráfico de drogas, há alguns meses”, disse o delegado. 

 

No total, a Polícia Civil apreendeu aproximadamente 110 kg de drogas e prendeu sete cinco, sendo três homens e duas mulheres. Todos foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e também associação para o tráfico. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, os homens foram encaminhados à Unidade Penal Masculina de Palmas, e as mulheres recolhidas à Unidade Penal Feminina, também da capital.

Ao comentar a ação policial, o delegado Ênio ressaltou que a apreensão da significativa quantidade de entorpecente é mais um duro golpe contra a criminalidade, além de representar um grande prejuízo aos traficantes. “Trata-se de mais um grande carregamento de drogas que não mais chegará às mãos de pequenos traficantes e também usuários, em Palmas, o que sem dúvida, traz mais paz e tranquilidade a toda a população da capital. Além disso, o grande carregamento de entorpecente retirado das ruas está avaliado em milhões de reais e, depois de revendido, poderia render um alto lucro aos traficantes, fato que não vai mais ocorrer”, explicou a autoridade policial. 

 

Ainda segundo o delegado Ênio, a operação recebeu o nome de Subversio, em alusão ao  termo latino e significa ruptura ou destruição, representando a ruptura da rota do tráfico de drogas entre Palmas e Luzimangues. 

Edição: Geórgia Milhomem

Revisão Textual:

keyboard_arrow_up