Tocantins segue líder na criação de empregos entre os estados da Região Norte

De acordo com os dados do CAGED, o Estado tem um saldo positivo de 8.451 novas vagas, o que corresponde a uma variação positiva de 4,57%, no acumulado de janeiro a maio de 2021.
por Nayna Peres / Governo do Tocantins
-
Tocantins segue em primeiro lugar na geração de novos empregos entre os estado do Norte, no acumulado de janeiro a maio de 2021 segundo dados do Caged. - Foto: Arte: Samuel Lima / Governo do Tocantins

Segundo os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do mercado formal, referentes ao período de janeiro a maio de 2021, o Tocantins manteve os bons números dos últimos meses e segue como um dos estados que mais abriu postos de trabalho, figurando na primeira colocação entre os estados do Norte do país, com um crescimento de 4,57%. Em seguida, estão os estados do Acre, Pará, Roraima e Rondônia.

No citado período, foram contratadas 35.608 pessoas e desligadas 27.157, o que gerou um saldo positivo de 8.451 novas vagas de emprego. Em números percentuais, isso representa um crescimento de 4,57%.

No Brasil, o Tocantins ocupa a quinta colocação entre os cinco que mais geraram empregos na variação relativa de criação de postos de trabalho formais. No acumulado do mês de maio de 2021, segundo dados do CAGED, divulgados na manhã desta quinta-feira, 1, pelo Ministério da Economia.

Em primeiro lugar está Santa Catarina, que registrou um crescimento de 5,15%, seguido pelo Mato Grosso, com 5,12%, seguido pelo estado de Goiás, com 5,03, e na quarta colocação, Mato Grosso do Sul, com 4,58%.

Diante do cenário atual, é possível afirmar que as ações desenvolvidas pelo Governo do Tocantins, determinadas pelo governador Mauro Carlesse, na busca por novos investidores e incentivos às empresas que já se encontram em atividade no Tocantins, têm contribuindo para os resultados positivos, o que reflete a crescente geração de emprego e renda.

Construção civil e Indústria destacam-se na criação de novos postos de trabalho

Os setores econômicos com os melhores desempenhos em maio, relativamente, foram a construção civil, que contratou 1.392 pessoas e desligou 944, gerando um saldo de 448 vagas de empregos - o que representa um crescimento de 3,56%. No setor de indústria, foram contratados 896 novos trabalhadores e 538 desligamentos, o que trouxe um saldo positivo de 358 novos postos de trabalho, uma melhora de 1,70%.

Vale ressaltar que o setor de comércio também segue com números promissores: foram admitidas 2.174 pessoas, ao passo que houveram 1.745 desligamentos, gerando um saldo de 429 novas vagas e uma variação positiva de 0,79%.

Para o secretário da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Tom Lyra, os bons números vêm acompanhados das medidas adotadas pelo Governador Mauro Carlesse, no intuito de fortalecer os setores produtivos do Estado.

Em atenção às diretrizes do governado Carlesse, muito tem sido feito pela Indústria e Comércio para atrair novas empresas e manter os empreendimentos que aqui já estão instalados. Entre elas está a aprovação e concessão de benefícios fiscais, através do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Tocantins (CDE-TO).

“O Tocantins possui os melhores programas de incentivos fiscais do País, e muito tem sido feito para que o maior número de empresas cheguem ao Estado e se estabeleçam. Só nos primeiros meses desse ano, 20 empresas (locais e de outros Estados), foram beneficiadas por essas iniciativas de atração e implementação de investimentos, o que garantiu a criação de tantos novos postos de trabalho”, concluiu.

A construção civil foi o setor que obteve os melhores resultados, seguida pela indústria e pelo comércio em terceiro lugar - Divulgação / Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up