Casa de Apoio do Governo do Tocantins atende 2.233 pessoas em outubro de 2021

O objetivo é apoiar o paciente, de hospitais públicos de Palmas, e seu acompanhante, que moram no interior e não têm onde se hospedar durante o tratamento de saúde
por Eliane Tenório/Governo do Tocantins; fotos: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
-
Casa de Apoio do Governo do Tocantins atende 2.233 pessoas em outubro - Foto: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins

Bater o sino da Casa de Apoio gerida pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social – Setas, significa que o tratamento de saúde foi concluído e que o hóspede já pode voltar para sua casa.

A paciente e hóspede Isabel Cristina Soares, 48 anos, de Lagoa da Confusão, ficou hospedada na Casa de Apoio Vera Lúcia Pagani, por aproximadamente dois meses, em tratamento. Na sexta-feira, 12, ela tocou o sino da Casa de Apoio, e falou como se sentiu acolhida na instituição.  “Aqui tive tudo, amigos de quarto, compreensão, amor e carinho. A Casa de Apoio foi tudo nesse tratamento, porque eu teria condições de ficar indo e voltando para a minha cidade até terminar o tratamento. Todo apoio que uma pessoa tem direito, eu tive aqui”, afirmou. 

O objetivo da Casa de Apoio do Governo do Tocantins é apoiar o paciente, de hospitais públicos de Palmas, e seu acompanhante, que moram no interior e não têm onde se hospedar durante o tratamento de saúde.

“Em Belém, onde nasceu Jesus, a gente sabe de uma estrela que anunciou sua chegada ao mundo, também conhece que os sacerdotes, na igreja antiga, tocavam um sino para anunciar um ciclo termina”, afirma a gerente da Casa de Apoio, Elisângela Sardinha, ao explicar o simbolismo do “Sino da Casa de Apoio”. “Ouvir tocar o sino na Casa de Apoio” traz alegria para todos, para nós da instituição por significar que pudemos apoiar mais uma pessoa para vencer suas dificuldades, e alegria para o paciente em saber que está curado e que já pode voltar para sua residência”. 

De janeiro a outubro de 2021, já foram mais de 11 mil atendimentos. A Casa de Apoio Vera Lúcia é gerida pelo Governo do Estado por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), e tem a importante função de amparo às famílias tocantinenses que enfrentaram problemas de saúde. Na Casa, os acompanhantes de pacientes de hospitais públicos de Palmas podem contar com acolhimento, atendimento social, hospedagem, além de quatro refeições saudáveis e equilibradas, diariamente. 

A instituição é gerida pelo Governo do Tocantins, com apoio de voluntários e parceiros, todos os serviços prestados pela instituição são gratuitos e oferecidos com muito amor. 

“Nossa equipe tem se empenhado muito para acolher as pessoas nesses momentos tão importantes para todos, destaca o secretário da Setas, José Messias de Araújo. “Agradecemos aos servidores da instituição pelo empenho no acolhimento, aos parceiros e voluntário pela colaboração, esforços que contribuem para o serviço de excelência prestado aos que precisam tratar da saúde e que encontram na Casa de Apoio mais que hospedagem, um lugar de acolhimento, como vem dizendo os diversos depoimentos de quem já se hospedou na instituição".

Casa de Apoio 

Os pacientes de hospitais públicos de Palmas, que moram no interior do Tocantins e, ou, em estados vizinhos, contam com a atenção especial do Governo do Tocantins no momento em que mais precisam com hospedagem na Casa de Apoio, com três refeições diárias, apoio psicológico e espiritual e entretenimento, entre outros, contando com a colaboração de voluntários parceiros. 

Voluntariado

A Casa de Apoio recebe doações e ações voluntárias de amparo emocional e espiritual para seus hóspedes. Algumas das necessidades constantes dos usuários são roupas, calçados fechados (exigência dos hospitais), itens de higiene pessoal e alimentação complementar. Os interessados em conhecer a Casa e se tornarem parceiros podem entrar em contato pelo telefone (63) 3218-2465.

Diariamente, a instituição tem capacidade para atender 126 pessoas.

Localização

A Casa de Apoio fica a 200 metros do HGP, o que facilita o acesso aos tratamentos de saúde. Além do custeio contínuo do Governo do Tocantins, a instalação também conta com doações de parceiros voluntários, que ajudam de diversas formas.

A Casa de Apoio também conta com uma área de lazer - Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
Gerente da instituição, Elisângela Sardinha - Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up