Meio ambiente finaliza capacitação sobre Renovação do Protocolo do Fogo

Representantes de 111 municípios do Estado participaram do evento
por *Luíza Caetano/Governo do Tocantins
-
Capacitação sobre a Renovação do Protocolo do Fogo, promovida pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - Foto: Robson Corrêa

Terminou nesta quinta-feira, 10, a capacitação sobre a Renovação do Protocolo do Fogo, promovida pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Defesa Civil e Agência de Tecnologia da Informação (ATI).  No total, participaram 111 municípios que receberam informações sobre a temática e tiveram oportunidade de tirar dúvidas, apresentar sugestões e compreender a importância de firmar parcerias junto aos representantes de entidades públicas e privadas dos municípios, no intuito de desenvolver ações que possam minimizar a ocorrência de queimadas e incêndios florestais no Estado do Tocantins.

Segundo a titular da Semarh, Miyuki Hyashida “o prefeito tem que ajudar na ponta e nós fazemos a nossa política geral, porque o Estado faz a parte dele com muita força. Hoje temos 33 parceiros entre órgãos estaduais e federais, todos envolvidos dentro desse grande projeto, sabendo a importância de manter o meio ambiente sem queimar, sem incêndio, para evitar grande prejuízo para saúde das pessoas, por problemas respiratórios, como também para a fauna e a flora do ecossistema”, concluiu.

O secretário de Meio Ambiente e Agricultura do município de Itacajá, Sandro Barbosa de Souza, participou da capacitação e ressalta que “esse encontro foi de extrema importância, nos orientou bastante quanto as ações e como proceder com a questão dos incêndios florestais, além de nos dar a oportunidade de tirar dúvidas. Aqui em Itacajá temos o Protocolo do Fogo há algum um tempo e agora estamos fazendo a renovação”. 

O secretário relatou que órgãos como câmara municipal, escolas públicas e estaduais, entidade civil e a comunidade indígena integram o Protocolo do Fogo na cidade e contribuem sempre nas ações de combate aos incêndios florestais. 

Foram quatro dias de encontros virtuais, que tiveram como objetivo instruir os gestores municipais sobre como proceder para diminuir o volume de incêndios no Tocantins. A partir de agora os prefeitos e secretários estão aptos a desenvolverem atividades que posteriormente vão habilitar as cidades a receber mais recursos do ICMS Ecológico, que repassa anualmente valores destinados ao combate de incêndios.

Para o secretário de Meio Ambiente de Caseara, Paulo Roberto Ferreira da Mata, a capacitação teve alta importância devido a inauguração da brigada municipal que será realizada até 1º de julho. “Esse ano temos o objetivo de ampliar nossas ações, tivemos muita dificuldade para executar diante a pandemia, mas agora estamos criando as brigadas para sermos mais atuantes e o Protocolo do Fogo nos ajuda a executar esse trabalho”, ressaltou.

O representante de Caseara ainda afirmou que “o encontro foi muito importante porque abriu um leque de informações para os municípios. Além da oportunidade de aprendizado que tivemos, falamos sobre ICMS Ecológico, como podemos pontuar mais com o Protocolo do Fogo e a forma que isso pode beneficiar nossa cidade”. 

Protocolo do Fogo

O Protocolo do Fogo é desenvolvido por meio de acordos firmados com as prefeituras, órgãos governamentais e não governamentais, escolas, produtores rurais e representantes da sociedade, que se comprometem voluntariamente a contribuir com a redução de queimadas em seus municípios, que causam danos à saúde humana e ao meio ambiente.

As ações realizadas buscam o comprometimento do poder público municipal, do setor privado e de toda a sociedade civil articulada em relação às ações de educação ambiental de prevenção, controle do uso do fogo e combate às queimadas e incêndios florestais.

 

No total, participaram 111 municípios que receberam informações sobre a temática - Acervo Semarh/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up