Governo do Tocantins realiza manutenção em rodovias na região de Araguaína

Usuários devem ficar atentos às obras para sua própria segurança nos trechos
por Luzinete Bispo/Governo do Tocantins
-
TO-164 do bairro Novo Horizonte (Araguaína), passando por Araguanã e Carmolândia até Xambioá com extensão de 104 km, já está com 59 km de serviços de tapa-buracos realizados - Foto: Divulgação/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), está executando obras de manutenção em vários trechos rodoviários durante esta semana, na região de Araguaína, no norte do Estado. Os trabalhos têm como objetivo manter a qualidade das rodovias, a segurança viária e o conforto dos usuários.

De acordo com a Residência Rodoviária de Araguaína, os serviços são de recuperação de pavimento por meio de tapa-buracos, roçagem mecanizada em ambos os sentidos da via, e nas rodovias não pavimentadas os serviços de revestimento primário.

Os trechos em obras no momento são: TO-230 do Entroncamento da BR-153 até o município de Pau D'Arco com serviços de tapa-buracos e de roço mecanizado nas laterais, totalizando 117 km de extensão. Desses, 31,50 km de pavimento já estão recuperados e 37 km com a roçagem pronta nos dois sentidos.

Outra rodovia que recebe tapa-buracos é a TO-164, iniciando no bairro Novo Horizonte (Araguaína), passando por Araguanã e Carmolândia até Xambioá com total de 104 km, sendo que 59 km já estão com os serviços realizados.

No caso da rodovia não pavimentada, TO-419 do Entroncamento da TO-222 ao Entroncamento com a rodovia TO-222 na altura do Povoado Barra da Grota, os 28,40 km estão recebendo os serviços são de revestimento primário na pista.

Acompanhando as ações in loco, o residente da Ageto, Maurício Pedro de Oliveira, informou que todos esses serviços proporcionarão boa trafegabilidade. “Garantimos qualidade técnica na execução. A meta é deixar as rodovias em boas condições de segurança para que a população não sofra com buracos, atoleiros e para reduzir os riscos de acidente”.

“Temos a convicção de que as melhorias irão fomentar o desenvolvimento econômico, especialmente no que se refere ao escoamento da produção agrícola”, afirmou a secretária de Estado da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin.

Edição: Marynne Juliate

Revisão Textual: Alba Cobo

keyboard_arrow_up