Seciju e Seduc iniciam curso de cabeleireiro para 15 monitorados do regime semiaberto do Sistema Penal

Curso, ofertado por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, terá certificação de 400 horas
por Marcos Miranda/Governo do Tocantins
-
Curso abordará técnicas profissionais na área de beleza e cuidado com os cabelos - Foto: Marcos Miranda/Governo do Tocantins file_download

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), realizou nesta quarta-feira, 13, aula inaugural do Curso Profissionalizante de Cabeleireiro para 14 mulheres e um homem monitorados pela Central de Monitoramento Eletrônico de Pessoas do Sistema Penal do Tocantins. O curso está sendo ofertado por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em Palmas, com certificação de 400 horas/aula, capacitando os cursistas para atuação neste mercado de trabalho.

Durante a cerimônia da aula inaugural, o secretário Executivo da Seciju, Geraldo Cabral, frisou aos alunos a importância de se dedicarem no curso. “Quero ressaltar que o Estado fez esse investimento em vocês e eu desejo que todos possam aproveitar da melhor forma possível para se capacitarem. O mundo não tem espaço para profissionais mais ou menos, então sejam os melhores”, incentivou.

O gerente de Monitoramento Eletrônico de Pessoas da Seciju, Rhomening Afonso, falou do desejo que as equipes envolvidas têm em prol da mudança de vida dos alunos. “Não podemos mudar o mundo, mas se pudermos melhorar a vida de apenas um dos participantes, já teremos sido eficazes na execução de nossos trabalhos”, afirmou.

Parceria

O coordenador-geral do Pronatec/Novos caminhos, Silvio Inácio Moreira, comentou sobre o papel transformador desta capacitação. “Esse curso de cabeleireiro, oferecido por meio do Pronatec/Novos caminhos, dará nova oportunidade para que essas pessoas possam esquecer o que lhes foi prejudicial no passado, possam ser reinseridas na sociedade e exercer seu papel cidadão”, afirmou.

A superintendente de Educação Científica Profissional e Tecnológica da Seduc, Maria de Lourdes Leôncio, ressaltou a qualidade do curso e sua importância no trabalho. “Este curso é excelente e capacitará profissionais que possam realmente atuar com qualidade. As Pastas estão unidas para garantir uma formação que garanta uma reinserção social, em que a pessoa privada de liberdade saia da reclusão e volte para a sociedade preparada para trabalhar”, frisou.

O Curso

A professora Maria Gorete da Silva dos Santos destacou que os monitorados terão acesso a um curso completo. “Teremos aulas teóricas e práticas com técnicas de corte, colorimetria, química em geral, penteado e corte masculino e feminino. Trabalharei com afinco para mostrar as principais características de um excelente profissional da área, que são ética e técnica”, declarou.

Já a cursista R.P.R. expressou toda a sua gratidão em poder participar. “Esta é uma grande oportunidade, fazer esse curso que para mim sempre foi um sonho. E depois de passar o que passei, é como uma luz para a gente se reintegrar na sociedade”, finalizou.

Edição: Luiz Melchiades

Revisão Textual: Marynne Juliate

Secretário Executivo da Seciju, Geraldo Cabral, frisou aos alunos a importância de se dedicarem na própria profissionalização - Marcos Miranda/Governo do Tocantins file_download
keyboard_arrow_up