Organização Pan-americana de Saúde destaca índices alcançados pela vacinação contra Covid-19 no Tocantins

Estado possui bons resultados na aplicação da 2ª dose da vacina e na alimentação do sistema de informação do Ministério da Saúde
por Laiany Alves/Governo do Tocantins
-
Dados da vacinação no Tocantins é destaque em reunião da Organização Pan-americana de Saúde - Foto: SES/Governo do Tocantins

Na última sexta-feira, 16, os bons resultados da vacinação contra a Covid-19 no Tocantins foram destacados por uma equipe da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), durante uma reunião em Brasília com o secretário da Secretaria de Estado Saúde do Tocantins (SES), Edgar Tollini, e técnicos da SES. Os dados apresentados pela OPAS são do Ministério da Saúde (MS), que demonstra que o Tocantins possui o menor índice de atraso na aplicação da 2ª dose da vacina no Brasil, em comparação com os demais estados brasileiros, atingindo índice de 2,5 %.

A alimentação do Sistema de Informação do MS também foi destaque, sendo a 2ª melhor colocação do país. Os municípios tocantinenses levam em média três dias para aplicar a vacina e a alimentar o sistema do Programa Nacional de Imunização (PNI). 

“Esta agilidade dos técnicos municipais de Saúde na aplicação das doses e alimentação dos sistemas demonstra comprometimento e o real panorama da vacinação do Estado, o que colabora para a tomada de decisões”, afirmou Ullannes Passos Rios, técnico da área de Planejamento da SES, que atua no Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde (Integra Saúde).

O secretário da SES, Edgar Tollini, comemorou os resultados alcançados e reforçou que este bom trabalho iniciou bem antes dos primeiros casos da pandemia no Estado. “O Tocantins se planejou para a pandemia. Nenhum tocantinense precisou buscar atendimento fora do Estado, ao contrário o Ministério da Saúde buscou ajuda e leitos do Tocantins para atender outros pacientes. Hoje, com uma das aplicações de vacina mais rápida, podemos celebrar, porém sem deixar de lado o compromisso do fechamento do esquema vacinal. A 2ª dose é uma obrigação de cada gestor municipal. Quanto mais pessoas imunizadas, mais rápido poderemos vislumbrar uma volta à normalidade”, enfatizou.

Vacinômetro 

Dados desta segunda-feira, 19, demonstram que o Tocantins já havia imunizado, 34,76% da população com primeiras doses (D1), 10,48% com segundas doses (D2) e 1,41% com dose única da Janssen, o que totaliza 741.659 imunizantes aplicados, ou seja, 11,88% da população totalmente imunizada.

Edição: Luiz Melchiades

Revisão Textual:

Municípios tocantinenses buscam celeridade para aplicação da vacina e alimentação dos sistemas do Ministério da Saúde - SES/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up