Foragido da Justiça do Tocantins por homicídio é preso pela Polícia Civil no Maranhão

Crime teria ocorrido após o autor e a vítima discutirem em São Miguel do Tocantins
por Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins
-
Homem suspeito de cometer homicídio no Tocantins é preso pela Polícia Civil no Maranhão - Foto: SSP/Governo do Tocantins

Policiais civis da 16ª Delegacia de São Miguel do Tocantins, no extremo norte do Estado, coordenados pelo delegado Antônio Bandeira, efetuaram a prisão de um homem de 39 anos, pelo homicídio, ocorrido no dia 6 de fevereiro deste ano, em São Miguel que vitimou Josean da Conceição, de 30 anos.

Segundo o delegado, logo após o crime, os policiais civis da 16ª DP deram início às investigações e descobriram que o mesmo havia sido praticado por um desentendimento entre o autor e a vítima.

Os policiais descobriram que, após o crime, o homem teria fugido para a cidade de Imperatriz (MA). Com o aprofundamento das investigações, o indivíduo foi localizado e capturado, mediante cumprimento ao mandado de Justiça pelo crime de homicídio. O investigado está recolhido no presídio central de Imperatriz e deve ser recambiado para o Tocantins nos próximos dias.   

O crime

Conforme apontaram as investigações das equipes da 16ª Delegacia de Polícia, o crime teria ocorrido no dia 6 de fevereiro do corrente ano, por volta das 22 horas. Contudo, os fatos que resultaram no homicídio tiveram início por volta das 15 horas, quando o autor teria discutido e agredido sua esposa, que chamou a Polícia Militar.

O homem foi detido e teria manifestado o desejo de deixar a residência do casal e ir embora para o Estado do Maranhão. Todavia, apesar da promessa, ele não foi e, por volta das 22 horas, retornou para a residência de sua esposa, onde se envolveu em uma discussão com a vítima que estava próxima do local.

Agredido por socos deferidos pela vítima, o autor se retirou, mas minutos depois retornou ao local, na companhia de seu filho e armado com uma faca, quando abordou a vítima e a golpeou na região do abdômen. Socorrido, o homem foi levado ao hospital, onde passou 16 dias internado, mas devido à gravidade dos ferimentos, não resistiu e veio a óbito no dia 22 de fevereiro de 2021.

Edição: Alba Cobo

Revisão Textual: Marynne Juliate

keyboard_arrow_up