Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena debate assuntos pertinentes ao processo de aprendizagem indígena

Iniciativa busca identificar desafios de cada região, analisar, construir e deliberar propostas que aperfeiçoem as políticas educacionais voltadas para as etnias indígenas presentes no Estado
por Juliana Carneiro/Governo do Tocantins
-
Conselho debate propostas que aperfeiçoem as políticas educacionais voltadas às comunidades indígenas - Foto: Juliana Carneiro/Governo do Tocantins

Teve início na manhã desta quarta-feira, 13, um conjunto de reuniões do Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena (Ceei), com previsão de término para esta sexta-feira, 15. O conselho busca identificar os desafios de cada região, analisar, construir e deliberar propostas que aperfeiçoem as políticas educacionais voltadas para as etnias indígenas presentes no Estado.

O presidente do Ceei, Adriano Dias Gomes Karajá, conduziu as discussões acerca dos pré-requisitos exigidos ao perfil dos servidores das escolas indígenas; da inserção de dados no portal do Sistema de Gestão Escolar (SGE); das instruções normativas; da criação do manual de conduta dos servidores das escolas e do atendimento à Educação Infantil. Para a pauta da tarde, estão previstos os debates sobre o processo seletivo para os contratos temporários e a realização do concurso público com a criação da categoria professor indígena, específico para as escolas indígenas. 

“Este é um momento importante em que nós, conselheiros, nos reunimos com os técnicos da Seduc para validar e resolver os desafios encontrados nas 118 escolas indígenas do Estado, na intenção de oferecermos condições de trabalho aos servidores e educação de qualidade às comunidades indígenas”, destacou o presidente.

Para o membro do conselho e professor na unidade de ensino do povo Krahô Kanela, Amaré Gonçalves Brito, a presença de um conselho atuante faz toda a diferença para o progresso da educação indígena. “Estamos aqui representando e buscando melhorias para diversos povos indígenas do nosso Estado. Este é, sem dúvida, um momento de compartilhar experiências, estudar e traçar metas para continuarmos avançando nas questões educacionais específicas às diversidades indígenas”, destacou.

Pauta geral

Na pauta geral, constam a apreciação e a votação da Instrução Normativa que dispõe sobre procedimentos relativos à lotação de servidores nas Unidades Escolares Indígenas e dá outras providências para o ano de 2022.

Além disso, constam o processo seletivo das Escolas Indígenas; o Regimento Interno do Ceei; a Instrução normativa: Criação de escolas indígenas; a Educação Infantil nas Terras indígenas (Asmet); a participação de novas entidades no Ceei; a infraestrutura das Escolas indígenas, obras, patrimônio; o concurso público, o transporte escolar e os informes do Ceei.

Edição: Alba Cobo

Revisão Textual: Marynne Juliate

CEEI analisa, discute e delibera questões importantes à Educação indígena durante plenária - Juliana Carneiro/Governo do Tocantins
Presidente do CEEI, Adriano Dias Gomes Karajá, enfatiza papel do conselho na busca de melhorias à comunidade indígena - Juliana Carneiro/Governo do Tocantins
Professor e membro do CEEI, Amaré Gonçalves Brito, fala da importância em ter representatividade e voz ativa na busca de aperfeiçoamento do sistema de ensino - Juliana Carneiro/Governo do Tocantins
Leitura e discussão para alteração do Regimento Interno do CEEI estão entre os assuntos da pauta - Juliana Carneiro/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up