Abertas inscrições para a 20ª edição do programa Jovens Embaixadores

Iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil selecionará jovens de todo o país para um intercâmbio cultural e educacional em julho de 2022
por Guilherme Gandara/Governo do Tocantins
-
Iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil selecionará jovens de todo o país para um intercâmbio cultural e educacional em julho de 2022 - Foto: Divulgação file_download

Estão abertas as inscrições para a edição de 20 anos do programa Jovens Embaixadores, promovido pela Embaixada e pelos Consulados dos Estados Unidos no Brasil. As inscrições podem ser feitas até o dia 9 de fevereiro e a expectativa é de que, no ano de 2022, sejam retomadas as atividades presenciais no exterior.

O programa leva estudantes de ensino médio da rede pública de ensino do Brasil para um intercâmbio nos EUA e selecionará 50 estudantes de todo o país, com idades entre 15 e 18 anos. Para participar da edição de 2022, é necessário que o estudante esteja atualmente engajado, por pelo menos seis meses, em iniciativas de empreendedorismo e impacto social e que buscam a solução de problemas em suas comunidades. Também são requisitos: perfil de liderança, excelência acadêmica e conhecimento da língua inglesa.

As inscrições podem ser efetuadas no site www.jovensembaixadores.org.br, onde também estão disponíveis mais informações sobre o processo e o edital.

O anúncio dos selecionados está previsto para abril de 2022 e o intercâmbio deverá ocorrer em julho de 2022, de forma 100% presencial nos EUA, caso a pandemia da covid-19 e as condições na época permitam. Caso isso não seja possível, os selecionados serão convidados para um intercâmbio virtual em formato interativo e inovador.

Em 2021, Gustavo Brito de França, estudante do Colégio Estadual Justino de Almeida, de Taguatinga, foi o representante do Tocantins na edição que foi realizada completamente on-line. “Foi uma experiência que me proporcionou muitas descobertas. Participamos de workshops sobre liderança e empreendedorismo, o que foi uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional ao mesmo tempo”, ponderou.

Ele contou que conheceu pessoas que o inspiram e que aprimorou suas habilidades. “Recebi um kit com material pedagógico para acesso às atividades e nos encontros virtuais tive contato com pessoas do Canadá, do Chile e da Argentina, além dos Estados Unidos e do Brasil, e essa foi uma das melhores partes: poder conhecer pessoas que mudam as suas realidades”, afirmou.

Empreendedorismo Social

Entende-se por empreendedorismo social o conjunto de ações que levam a uma transformação social positiva. O programa Jovens Embaixadores busca jovens que pensam fora da caixa para desenvolver uma ideia, um produto ou serviço com o objetivo de beneficiar não somente a si próprio, mas também a sua comunidade.

São ações grandes ou pequenas em quaisquer áreas de empreendedorismo: inclusão social, educação, cultura, crédito comunitário, mobilidade urbana, igualdade de gênero e raça, meio ambiente, necessidades especiais, cooperativas em geral, etc.

O Programa

Criado pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil em 2003, o programa conta com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), das secretarias estaduais de Educação, da rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos e da USBEA, rede de ex-bolsistas de programas de intercâmbio do governo dos Estados Unidos. Além disso, conta também com o apoio institucional das empresas FedEx, MSD e IBM.

Atualmente, o programa Jovens Embaixadores é implementado em todos os países do continente americano e conta, ainda, com um programa inverso para jovens norte-americanos representarem os EUA na América Latina. Desde sua criação, 690 jovens brasileiros já participaram do programa. 

(Com informações da Embaixada e dos Consulados dos EUA no Brasil).

Edição: Caroline Spricigo

Revisão Textual: Marynne Juliate

keyboard_arrow_up