Escola Tocantinense do SUS realiza curso de Comunicação e Redação Científica

por Ellayne Czuryto/Governo do Tocantins
-
017.JPG

A Superintendência de Gestão Profissional e Educação na Saúde, por meio da Escola Tocantinense do SUS Dr. Gismar Gomes (Etsus), está realizando em parceria com o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME) o curso de Comunicação e Redação Científica. A ação acontece em duas oficinas, sendo a primeira nos dias 18 a 20 de abril e a segunda nos dias 17 e 18 de maio e tem como público alvo profissionais e técnicos da Secretaria.

O curso visa introduzir conceitos da comunicação científica em ciências da saúde, conscientizar profissionais de saúde sobre a necessidade reportar resultados da pesquisa e observação clínica, abordar os princípios e regras que regem a boa redação de relatos científicos e introduzir temas relacionados com as tendências atuais da comunicação científica, desenvolvendo, portanto, capacidade técnica dos trabalhadores afim de dar visibilidade a dados e relatórios produzidos pela Secretaria de Estado da Saúde.

Lilian Calò, do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), explica que essa atividade é fruto de um termo de cooperação entre a OPAS e a IBEREME, e tem como objetivo melhorar a capacidade dos profissionais da saúde  em publicar artigos científicos sobre o trabalho desenvolvido por cada um deles. “O trabalho desenvolvido só é compartilhado e notado se for publicado, queremos capacitar os profissionais em técnicas de comunicação cientifica, para na etapa final do projeto de pesquisa os pesquisadores possam escrever e submeter esse trabalho a uma revista científica”, disse.

Segundo Marluce Vasconcelos, gerente de tecnologias educacionais, o curso atende principalmente os servidores do Estado que trabalham na produção de relatórios técnicos e dados. “O Estado produz muitos dados e relatórios técnicos, e precisamos trazer mais visibilidade a tudo isso. Queremos produzir artigos científicos para publicar em revistas nacionais e estrangeiras e a escrita cientifica vai nos auxiliar em transformar esses dados e relatórios em artigos que possam ser publicados”, finalizou.

 

 

-
keyboard_arrow_up