Ruraltins apoia município de Colinas em ações para o fortalecimento da piscicultura local

Técnicos do órgão levam orientações sobre o cultivo de pescado
por Edvânia Peregrini/Governo do Tocantins
-
Prefeitura reúne produtores visando desenvolver a cadeia produtiva da piscicultura em Colinas - Foto: Ruraltins/Governo do Tocantins file_download

Com a finalidade de desenvolver a cadeia produtiva da piscicultura em Colinas do Tocantins, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) tem disponibilizado técnicos para orientar produtores e interessados a investirem, de forma organizada e sustentável, na produção de peixe no município.

Na quinta e sexta-feira, 18 e 19, os engenheiros de pesca, Andrey Costa e Renan Sousa, participam do Curso de Noções Básicas na área da Piscicultura, realizado pela prefeitura municipal, por meio da Secretaria de Produção, Desenvolvimento e Meio Ambiente.

Na programação, as palestras ocorreram no Centro Vocacional Tecnológico (CVT) e também contou com uma visita técnica à Fazenda Boa Esperança, no Projeto de Assentamento Chico Bega, que desenvolve o cultivo de peixe redondo. Na propriedade, os profissionais do Ruraltins fizeram uma dinâmica sobre técnicas de manejo do pescado. "Aproveitamos a área de cultivo para mostrar o manejo de arraçoamento, ou seja, o número diário de alimentações necessárias para o bom desenvolvimento do peixe; o manejo de qualidade de água, e de qualidade de Peixe", explicou o gerente de Pesca do Ruraltins, Andrey Costa.

No curso, os participantes tiveram também a parte teórica sobre tipos de rações, manejo e parte prática, despesca, pesagem e apresentação de projeto do abatedouro certificado pelo Serviço de Inspeção Estadual (SIE) da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec).

Segundo o secretário de Produção, Desenvolvimento e Meio Ambiente, Júnior Martins, o município conta com 80 produtores que, no último ano, produziram cerca de 40 toneladas de pescado. “Para o próximo ano, está previsto o dobro e a meta é chegar a 200 toneladas por ano”, destacou.

O produtor Adilson Soares Coelho já desenvolve a atividade na sua propriedade e participa do curso para melhorar as técnicas de manejo, com a intenção de aumentar a produtividade e a qualidade do pescado. “Eu tenho um tanque de peixe de 25 de largura por 30 e, até agora, só coloquei lá uma média de 700 peixes. Há três meses, tirei uma parte para revenda interna e também para consumo próprio. E ainda tem outra parte, em torno de uns 300, mas para consumo também. E agora com o curso, e as informações que até então a gente não sabia, eu quero investir mais, e dessa vez com mais certeza e pé no chão, sabendo que eu vou investir, mas eu que eu também vou ter retorno.

Interessado em iniciar o cultivo de peixes na sua propriedade, o senhor Geraldo Mangelo Rezende Damascena falou que depois do curso vai implantar a piscicultura e usar os conhecimentos que aprendeu para desenvolver a atividade.

Técnicos do Ruraltins levam orientações sobre o cultivo de pescado - Ruraltins
Na propriedade, os profissionais do Ruraltins fizeram uma dinâmica sobre técnicas de manejo do pescado - Ruraltins/Governo do Tocantins
Segundo o secretário de Produção e Meio Ambiente, o município conta com 80 produtores que, no último ano, produziram cerca de 40 toneladas de pescado - Ruraltins/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up