Polícia Militar realiza formatura do 1º Curso de Ações Táticas Especiais do Tocantins

Ao todo, 16 policiais finalizaram o curso que teve duração de dois meses e carga horária de 610 horas/Aula.
por Andressa Santos / Governo do Tocantins
-
Os 16 cateanos formados no curso.JPG

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) realizou na noite desta quinta-feira, 10, a formatura militar do 1º Curso de Ações Táticas Especiais (CATE) da PMTO. A cerimônia aconteceu no pátio do Quartel do Comando Geral (QCG), em Palmas, e contou com a presença do Vice-governador do Estado, Wanderlei Barbosa, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, Chefe do Estado Maior, coronel Wesley Borges Costa, além de diversas autoridades políticas, militares e familiares dos formandos. 

Ao todo, 16 policiais finalizaram o curso que teve duração de dois meses e carga horária de 610 horas/Aula. Dentre os formandos estão 11 policiais militares do Tocantins, 1 delegado da Polícia Civil, 2 agentes da Polícia Penal, 1 policial rodoviário federal e 1 policial militar do Estado do Maranhão. Durante a cerimônia, em um momento de muita emoção, os formandos receberam os brevês dos padrinhos.

No início da solenidade, o pelotão com os 16 formandos surpreendeu a todos ao adentrar o pátio do quartel simulando uma ação de resgate. Os policiais recriaram uma cena onde dois criminosos, durante a fuga, fizeram uma mulher de refém e foi preciso colocar em prática, todo o aprendizado do curso para gerenciar a crise. 

“É um curso que te transforma e desconstrói desde o início e a cada etapa você vai se tornando um novo ser com novos valores. É uma transformação tanto pessoal quanto profissional”, disse o policial Fábio Canuto, um dos formandos da Polícia Militar.

O tenente-coronel Fioravan Teixeira Silveira, comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) engrandeceu a conquista: “A partir desta data um vínculo mais forte os entrelaça, aos cateanos todo o meu respeito e admiração que após rotinas exaustivas, onde passaram fome, frio, cansaço, dentre inúmeros desafios, não deixaram de sonhar e acreditar nos seus ideais. Meus parabéns a todos os formandos e também aos instrutores  pelo apoio incansável”.

Também durante o ato de solenidade, o comandante-geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, deu as boas vindas aos novos policiais que passam a integrar o Batalhão. “Gostaria de parabenizar os concluintes deste curso, e aos demais envolvidos e dizer a vocês, que fico satisfeito em dizer que agora vocês estão capacitados a agirem em situações que exigem um treinamento específico”. Completou: “Sejam bem vindos e a Polícia Militar tem muito orgulho de cada um de vocês”. Disse o coronel.

O Vice-Governador Wanderlei Barbosa também parabenizou os formandos pela realização desta conquista. “Entraram 32 e saíram 16, eu quero parabenizar a todos pela força dos senhores que abdicaram de estar com suas famílias para se qualificarem a cuidar da nossa segurança".

O CATE

O CATE tem como objetivo especializar os policiais para atuar em missões específicas no atendimento de ocorrências de alto risco e preliminarmente em ocorrências de altíssimo risco, extraordinárias e exóticas, de modo que, ao término do curso, estejam aptos a compor o efetivo do BOPE.

Dentre as disciplinas ministradas, destaque para: Sobrevivência; Orientação; Patrulha Rural; AVOT; Treinamento Físico Militar; Defesa Pessoal; Tática Individual; Tiro Policial; Uso Diferenciado da Força; Abordagens a Pessoas e a Veículos; Abordagens em Baixa Luminosidade; Patrulha Urbana; Combate em Ambiente Confinado; Atendimento Pré-Hospitalar Tático; Técnicas de Altura; Gerenciamento de Crise e Primeira Intervenção; Explosivos; Arrombamento Tático; Tiro Policial de Precisão; Planejamento e Execução de Operações.

O Curso que iniciou em abril e teve carga horária de 610 horas/Aula, aconteceu na Academia Policial Militar Tiradentes – APMT e Sede do Batalhão de Operações Especiais – BOPE da PMTO, bem como em outros locais usados para as diversas instruções, áreas urbanas e rurais, além de unidades policiais em Brasília, Alagoas, Pernambuco e Paraíba. Foram 35 dias de instruções no Tocantins e 25 dias de aprendizado em Unidades fora do Estado.

Após 59 dias de curso, repletos de muitos desafios e treinamentos intensos, 16 novos cateanos se formaram para atuar em ocorrências de alta complexidade no Estado e estão habilitados a gerenciar crises, resgatar reféns, atuar em operações aéreas, de altura e aquáticas, ocorrências com explosivos, ações antibombas, entre outras situações que exigem atuação específica.

Apresentação da tropa.JPG -
Simulação de resgate de refém.JPG -
Solenidade de formatura.JPG -
Policiais durante treinamento em água..jpeg -
keyboard_arrow_up