Vice-governador Wanderlei Barbosa participa da formatura do Primeiro Curso de Ações Táticas da Polícia Militar

Evento foi realizado na sede do Quartel do Comando-Geral da PM nesta quinta-feira, 10, em Palmas 
por Jarbas Coutinho/Governo do Tocantins
-
Vice-governador Wanderlei Barbosa participa da formatura do Primeiro Curso de Ações Táticas da Polícia Militar - Foto: Esequias Araújo/Governo do Tocantins

O vice-governador do Estado do Tocantins, Wanderlei Barbosa, participou na noite desta quinta-feira, 10, da formatura da primeira turma do Curso de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar do Estado do Tocantins (PM). O evento foi realizado na sede do Quartel do Comando-Geral da PM, em Palmas, e contou com a presença de deputada estadual Luana Ribeiro, secretários de Estado e representantes das forças de segurança do Estado.

O curso teve como objetivo preparar policiais voluntários para integrar o Batalhão de Operações Especiais (Bope). Ao todo, 16 policiais concluíram o curso, sendo 11 militares da PM do Tocantins, um delegado da Polícia Civil do Tocantins, dois polícias penais do Tocantins, um policial da PM do estado do Maranhão e um policial rodoviário federal.

Wanderlei Barbosa destacou o trabalho da Polícia Militar e a redução dos índices de criminalidade no Estado. Segundo disse, fruto de um trabalho sério das forças de segurança e dos investimentos feitos pela atual gestão. “A diminuição da criminalidade é fruto de um trabalho conjunto de todas as forças de segurança no Estado. Essa é a leitura que o Governo do Tocantins faz: Se está difícil isolado, vamos nos juntar, trabalhar em parceria, preparar os nossos homens com cursos de especialização, a exemplo deste que está sendo concluído agora. Estamos colocando pessoas preparadas para alta e média complexidade. Essa é a nossa meta, oferecer cursos sempre, aparelhar nossas polícias com novos armamentos e viaturas para combater o crime e proteger a sociedade”, ressaltou o Vice-Governador.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Silva Neto, destacou a atenção que o Governo tem oferecido às forças de segurança, em especial à Polícia Militar. “Esse curso foi um sonho que está sendo realizado e somos referência para o Brasil, principalmente na área da tecnologia embarcada, o que tem atraído atenção da corporação de outros Estados, o que nos deixa muito orgulhosos. Somos uma Polícia tão nova com relação às demais e somos referência, graças aos investimentos realizados pelo Governo”, comentou.

O orador da turma, major Dennis Gomes Dalla, destacou que o Governo fez história, porque é o melhor curso já realizado e destacou que o sucesso é marcado pela qualidade da tropa. “Não são os grandes exércitos que ganham batalhas, mas sim os bons”, disse, em referência à qualidade das forças de segurança do Estado.

Bope

O curso de Ações Táticas Especiais forma policiais voluntários para o Batalhão de Operações Especiais (Bope), que tem como missão atuar em ocorrências de grande vulto em todo o Estado do Tocantins e constitui a tropa de elite da Polícia Militar. Ele é a reserva do Comando-Geral para fazer frente a situações diversas que fogem à capacidade operativa das unidades de área.

É composta por homens treinados em múltiplas habilidades como tiro de precisão, resgate de reféns, ocorrências com uso de explosivos, ameaças terroristas, proteção de autoridades, rastreamento de combate em ambiente rural, entre outras, além de atuarem como instrutores dos policiais militares e de outros órgãos do Estado e de outras unidades da Federação. 

O comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Silva Neto, destacou a atenção que o Governo tem oferecido às forças de segurança, em especial à Polícia Militar. “Esse curso foi um sonho que está sendo realizado e somos referência para o Brasil - Esequias Araújo/Governo do Tocantins
O curso teve como objetivo preparar policiais voluntários para integrar o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) - Esequias Araújo/Governo do Tocantins
Ao todo, 16 policiais concluíram o curso, sendo 11 militares da PM do Tocantins, um delegado da Polícia Civil do Tocantins, dois polícias penais do Tocantins, um policial da PM do estado do Maranhão e um policial rodoviário federal - Esequias Araújo/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up