Polícia Civil prende, no Maranhão, homem foragido da Justiça do Tocantins por homicídio

Homem era considerado foragido da Justiça do Tocantins desde o ano de 2020
por Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins
-
Homem foi reconhecido por um policial civil de folga na cidade de Imperatriz - Foto: Dennis Tavares/Governo do Tocantins

Um policial civil da cidade de Praia Norte, no extremo norte do estado, capturou um homem de 23 anos, principal suspeito de praticar um homicídio, na cidade de Sampaio, no dia 2 de maio de 2020. De acordo com a delegada Daniela Caldas, a prisão ocorreu na cidade de Imperatriz, no estado do Maranhão. Na oportunidade, o policial civil estava de folga, quando avistou o foragido da Justiça em uma das avenidas da cidade.

O agente reconheceu o indivíduo como sendo o autor de um homicídio ocorrido em Sampaio que vitimou um jovem de 27 anos. De imediato, o policial solicitou apoio de policiais militares de Imperatriz e fez a abordagem do homem. Reconhecido, o suspeito foi encaminhado à Central de Flagrantes do município, onde, após consulta realizada no Banco Nacional de Cadastro de Mandados de Prisão, foi localizado o mandado de prisão preventiva, expedido pela Comarca de Augustinópolis, em desfavor do foragido.

Em seguida, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi recolhido à Unidade Penal de Imperatriz, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário do Estado do Tocantins. Ainda segundo a delegada, na época do crime, após diligências investigativas, as equipes da Polícia Civil da 9ª Delegacia de Polícia (DP) de Praia Norte, identificaram o autor do homicídio, sendo que a autoridade policial representou, ao Poder Judiciário da Comarca de Augustinópolis, pela prisão preventiva do mesmo.

Com o deferimento do pedido, os policiais civis passaram a diligenciar com o objetivo de localizar o paradeiro do autor. No entanto, para evitar ser preso, o homem teria fugido para o estado do Maranhão.

O crime

Conforme a delegada Daniela Caldas, o homicídio ocorreu na zona rural da cidade de Sampaio. Na ocasião, vítima e autor estavam ingerindo bebida alcoólica quando teve início uma discussão. Segundo o apurado pela Polícia Civil, o suspeito, armado com uma faca, desferiu três golpes que atingiram o pescoço da vítima, que acabou morrendo em virtude dos ferimentos.

Motivação

Ainda segundo revelaram as investigações da Polícia Civil, o homicídio teria sido motivado pelo fato de que o autor teria ficado sabendo que a vítima estaria dizendo que ele estaria envolvido com furto de gado no Maranhão e por esse motivo teria fugido para o estado do Tocantins.

keyboard_arrow_up