Cefau recebe visita de policiais militares do curso de policiamento ambiental

A visita teve como intuito instruir os policiais militares ambientais no manejo com os animais silvestres.
por Ana Elisa Martins/Governo do Tocantins
-
Policiais do 4º Curso de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Estado do Tocantins fazem visita técnica ao CEFAU - Foto: Mateus Dias/Governo do Tocantins

O Instituto de Natureza do Tocantins (Naturatins) recebeu nessa quarta-feira, 1, a visita técnica dos policiais militares do 4º Curso de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Estado do Tocantins no Centro de Fauna do Tocantins (Cefau). A visita teve o intuito de orientar e instruir os policiais na abordagem e resgate dos animais silvestres de forma padronizada.

Durante a visita, o Cefau recebeu 18 policiais, de major a cabo, que estão fazendo o curso e que puderam conhecer as dependências e estrutura do setor, além de entenderem a situação dos animais resgatados. Os policiais militares receberam também orientações dos técnicos do local para a logística do manejo com os animais.

O Coordenador do Cefau ressalta sobre essa parceria do Naturatins com o Batalhão da Polícia Militar Ambiental, “Já tem um tempo que nós temos essa parceria com a Polícia Militar e com a realização desse curso aqui no Cefau, nós estamos abrindo as portas para receber e orientar esses alunos de como manejar para eles identificarem o animal e poder agregar um pouco mais de informação aos cursandos”. 

Para Raiany Cruz, Bióloga do BPMA e instrutora do curso, o foco é padronizar o efetivo da BPMA. “Todas as especializadas da Polícia Militar precisam passar por um curso para ser de forma padronizada, porque todo o trato com os animais silvestres é diferenciado”. Para a bióloga do BPMA essa visita ao Cefau é importante para pensar nessa padronização de ação, “esses animais que são entregues, até de forma voluntária para o batalhão são destinados para o Cefau. Então, a gente saber como funciona toda essa logística, tem como pensar em ações mais facilitadas e mais eficientes para trazer o animal”, conclui a bióloga.

Sobre o Cefau

O Cefau foi criado com objetivo de garantir a proteção da fauna silvestre por meio da operacionalização de ações de assistência aos animais que se encontram em perigo iminente, e de ações socioambientais e educativas que vislumbrem a prevenção da saúde da população e o combate ao tráfico de animais.

A atuação do Cefau ocorre em duas frentes, uma por meio do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetras), que tem a finalidade de receber, identificar, triar, recuperar e destinar animais silvestres provenientes de ação de fiscalização, resgate ou de entrega voluntária. A outra frente é por meio do Centro de Interpretação Ambiental (Ciamb) tem a finalidade de implantar e apoiar programas, projetos, ações e campanhas educativas de proteção à fauna, de sensibilização e interações práticas com a natureza.

Os policiais do curso conheceram as dependências e estrutura do Cefau - Mateus Dias/Governo do Tocantins
São 18 policiais, de major a cabo que fazem parte do curso e estiveram presentes - Mateus Dias/Governo do Tocantins
A ação é resultado da parceria entre o Naturatins, por meio do Cefau e a BPMA - Mateus Dias/Governo do Tocantins
Receberam orientações para a abordagem no resgate e manejo dos animais silvestres - Mateus Dias/Governo do Tocantins
keyboard_arrow_up