DETRAN/TO apresenta melhorias implantadas durante pandemia no 70º Encontro Nacional de Detrans em Palmas

Programação contou com uma série de painéis e grupos de trabalhos. Ao final, foi elaborada a Carta Tocantins, com conclusões e sugestões para aperfeiçoamento do trânsito no país. O evento teve como tema: Tecnologias, soluções e melhorias para o setor do Trânsito.
por Celso Gick - Ascom DETRAN/TO
-
O Diretor Técnico do DETRAN/TO, Luã Ferreira, apresentou painel sobre as inovações e melhorias realizadas pelo órgão. - Foto: Felix Carneiro - Ascom DETRAN/TO

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (DETRAN/TO) apresentou uma explanação sobre o conjunto de melhorias implantadas pelo órgão durante a pandemia da Covid-19, no último dia de trabalhos, do 70º Encontro Nacional de Detrans, nesta sexta-feira, 1, em Palmas. 

O encontro, promovido pela Associação Nacional de Detrans (ADN), que começou na quinta, 30 de setembro, contou com a participação de 23 dirigentes de órgãos estaduais de trânsito do país, entre as 27 unidades da federação. 

A programação, ao longo dos dois dias, contou com uma série de painéis e grupos de trabalhos. Ao final, foi elaborada a Carta Tocantins, com conclusões e sugestões para aperfeiçoamento do trânsito no país. Esta edição do evento teve como tema: Tecnologias, soluções e melhorias para o setor do Trânsito.

O presidente do DETRAN/TO, Cláudio Alex Vieira, fez a abertura dos trabalhos no último dia do evento e a introdução para a explanação realizada pelo diretor técnico do órgão de trânsito no Tocantins, Luã Henrique Ferreira, sobre o tema: Mudanças e Melhorias para o Cidadão na Pós-Pandemia. 

De acordo com o diretor técnico do (DETRAN/TO), logo após o registro dos primeiros casos da Covid-19, o órgão de trânsito do Estado iniciou a implantação de um conjunto de melhorias nas práticas de atendimento e procedimentos internos, além de serem empregadas inovações em todas as formas de relacionamento com os usuários. “Para facilitar o atendimento durante a pandemia foram adotados aperfeiçoamentos como implantação de um sistema de call center e agendamento via internet, além de leilões 100% on-lines”, disse. “Outra importante melhoria foi a instalação de um núcleo de inteligência no âmbito do órgão, o que facilitou nosso trabalho em diferentes segmentos”, concluiu.

Em sua explanação, o defendeu a necessidade de uma padronização mínima de procedimentos entre os Detrans em todo o país e uma comunicação mais ágil entre os sistemas já disponíveis, para agilizar a circulação de dados e, consequentemente, um atendimento mais rápido aos usuários. “Precisamos pensar como um todo, com um plano de trabalho em conjunto. Só vamos superar os desafios apresentados , somando nossas forças", concluiu.  

A programação do segundo dia também contou com uma série de painéis, entre eles Placas Mercosul: as principais dificuldades e inovações sobre identificação veicular; ISSO 27001: Segurança da Informação no Transacionamento de Dados e Registros;  Municipalização de ações e procedimentos relacionados ao trânsito; e Alterações do CTB pela Lei de Conversão da MP 1.050/21 e Impactos aos Detrans.

No encerramento dos encontros da AND sempre é elaborada uma carta com assuntos debatidos, conclusões e sugestões para os órgãos responsáveis por elaborar e sugerir mudanças na legislação de trânsito. 

Segundo o presidente do Detran/SP e da AND, Ernesto Mascellani Neto,  a Carta do Tocantins, elaborada ao final da programação em Palmas, tem três pontos centrais. “O primeiro deles é a questão das placas do Mercosul, as melhorias nos quesitos de segurança e controle por parte dos Detrans. O segundo item se refere aos médicos e psicólogos e sua relação com a emissão das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e o terceiro tema é a questão da segurança dos dados e sua validação”, disse. “A intenção é definir uma pauta para nortear nossos passos, pois com uma agenda clara é mais fácil sensibilizar quem realmente define a legislação”, concluiu.

Para o presidente do DETRAN/TO, Cláudio Alex Vieira, foi bastante proveitosa a troca de conhecimentos durante o encontro, pois sempre é bastante enriquecedor e, no final do evento, os participantes elaboraram a Carta do Tocantins, em que é elencado todos os assuntos discutidos e conclusões alcançadas, que será protocolada no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). “Para nós como AND são extremante importantes essas reuniões e, por outro lado, como representante do Tocantins, foi muito positivo, porque recebemos representantes da grande maioria dos Detrans do país. E isso é muito enriquecedor para o Estado”, explicou.

Associação Nacional

A Associação Nacional dos Detrans (AND) é constituída pelos dirigentes em exercício dos departamentos de trânsito dos estados e do Distrito Federal. Tendo como objetivo congregar os Departamentos Estaduais de Trânsito para o estudo e solução das questões relevantes relacionados com o trânsito e sua legislação, bem como desenvolver o intercâmbio e representar seus associados junto à Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran).

O próximo encontro será realizado na cidade de Gramado no Rio Grande do Sul, entre os dias 23 e 25 de novembro deste ano.

O Governo do Tocantins por meio do DETRAN/TO, reforça seu compromisso em contribuir com tecnologias e avanço nos serviços oferecidos aos tocantinenses. Eventos como esse são importantes para a troca de experiências e discussão de assuntos relevantes que resultam em melhorias para o trânsito. 

Por Celso Gick


Edição: Jorge Valeriano

No segundo dia do 70º END o DETRAN/TO apresentou o painel "Mudanças e Melhoria para o Cidadão na Pós-Pandemia". - Felix Carneiro - Ascom DETRAN/TO
Painel: Mudanças e Melhoria para o Cidadão na Pós-Pandemia. - Felix Carneiro - Ascom DETRAN/TO
O presidente do DETRAN/TO, Cláudio Alex Vieira, fez a abertura dos trabalhos no último dia do evento. - Felix Carneiro - Ascom DETRAN/TO
- Felix Carneiro - Ascom DETRAN/TO
keyboard_arrow_up