Servidores da SES poderão fazer compras diretas eletrônicas por meio de sistema cedido pela ATI

O Siga faz a gestão de todo o processo da cadeia de suprimentos, de forma integrada, trazendo aquisições mais eficientes para o Estado
por Thaís Ramalho/Governo do Tocantins
-
Foto 01.jpeg
Servidora da SES, Kathyuce Fonseca garantiu que o Siga dará mais agilidade aos processos da secretaria - Foto: ATI/Governo do Tocantins

Com o objetivo de informatizar, otimizar e dar mais transparência ao processo de aquisição de insumos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) a Agência de Tecnologia da Informação do Tocantins (ATI/TO) disponibilizou, nesta segunda-feira, 22, o  sistema Solução Integrada de Gestão Administrativa (Siga) para as compras diretas eletrônicas no âmbito da secretaria.

O sistema faz a gestão de todo o processo da cadeia de suprimentos, de forma integrada, trazendo aquisições mais eficientes, céleres e econômicas para o Estado. Dessa forma, as atividades administrativas compreendidas pelas compras, licitações, gestão de contratos e de patrimônio mobiliário, imobiliário e almoxarifado de todos os órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual são gerenciadas de forma centralizada.

A utilização do sistema foi feita por meio de capacitação voltada aos servidores do setor de Cotação e Compras da SES, ministrada pelo consultor de Tecnologia da Informação (TI), Fredson Chaves. “O treinamento foi bastante enriquecedor, com o conteúdo absolvido de forma eficaz pelos servidores. O Siga chegou para trabalhar de forma integrada, otimizar o trabalho, padronizar os itens e, consequentemente, ter uma forma mais econômica de compra facilitando a verificação entre o comprador e o fornecedor”, afirmou o consultor.

Servidora da SES, Kathyuce Fonseca garantiu que o Siga dará mais agilidade aos processos. “É um sistema que chega para dar mais agilidade aos processos da SES, pois, a partir de agora, os trabalhos, que antes eram feitos mais manuais e demandavam tempo, serão otimizados trazendo retorno positivo para a secretaria e ao público final que é a população”, destacou.

keyboard_arrow_up