Apoio técnico da ATI permitirá que os dados geoespaciais do Governo do Tocantins sejam ordenados e padronizados

IDE permitirá que os dados sejam facilmente localizados e evitará o desperdício de recursos na busca das informações nos órgãos
por Thaís Ramalho/Governo do Tocantins
-
Superintendente de Infraestrutura e Serviços de Tecnologia da Informação, Augusto Ayres, destaca que as informações auxiliarão os gestores na tomada de decisões - Foto: Thaís Ramalho/Governo do Tocantins

O apoio técnico da Superintendência de Infraestrutura e Serviços de Tecnologia da Informação, da Agência de Tecnologia da Informação (ATI) ao Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), orientará os órgãos públicos do Governo do Tocantins quanto à padronização dos dados geoespeciais produzidos no âmbito do Estado.

A Infraestrutura de Dados Espaciais do Tocantins (IDE) permitirá que os dados sejam facilmente localizados, explorados em suas características e acessados, on-line, para vários fins, por qualquer usuário, além de evitar a duplicidade de ações e o desperdício de recursos na busca das informações nos órgãos. 

O superintendente de Infraestrutura e Serviços de Tecnologia da Informação, Augusto Ayres, destaca que o resultado dos trabalhos contribuirá, diretamente, com a gestão pública. “Os dados brutos serão traduzidos em informações estratégicas que auxiliarão os gestores na tomada de decisões assertivas”, garante.

O gerente de Geoprocessamento e Governo Inteligente, Carlos Sérgio Voltolini, frisa que a harmonização dos dados também será benéfica para que os futuros investidores, que vierem a instalar empreendimentos no Estado, tenham informações precisas a respeito de cada área.  “Os futuros investidores terão segurança para fazer investimentos no Estado e pouparão recursos no processo de recolhimento de dados em cada pasta. Com esse trabalho, as informações serão precisas e em tempo real”, destaca. 

Execução

A ATI tem desenvolvido o trabalho de identificação, junto a cada instituição, para verificar a existência ou não do Sistema de Informação Geográfica (SIG), softwares e hardwares capazes de produzir, armazenar, processar, analisar e representar informações sobre o espaço geográfico tendo como produto final mapas temáticos e referência, imagens de satélites, cartas topográficas, gráficos e tabelas, se o Geoportal possui os serviços (WMS, WFS, FTP), além do levantamento das informações internas e externas a serem disponibilizadas para cada público. Após esse trabalho de detalhamento dos serviços e produtos a serem elaborados e entregues, uma empresa será responsável pela execução da IDE.

keyboard_arrow_up