Governo do Estado prestigia primeira edição do Encontro Cultural Xerente

Evento foi realizado na última sexta, na aldeia Novo Horizonte, na terra indígena localizada no município de Tocantínia.
por Adetuc / Governo do Tocantins
-
Encontro Cultural contou com danças tradicionais - Adetuc - Governo do Tocantins.jpeg

As tradições e o respeito aos costumes dos povos ancestrais foram destaque no 1º Encontro Cultural Xerente, realizado na última sexta, 4, na aldeia Novo Horizonte, às margens do Rio Sono, no município de Tocantínia, região central do Tocantins. Representantes da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) prestigiaram a iniciativa.

A programação contou com a participação dos caciques e lideranças regionais, além da comunidade da aldeia e localidades próximas. O evento, que foi adiado devido à pandemia, foi realizado seguindo os protocolos sanitários recomendados. A organização decidiu adaptar e manter a programação pela necessidade de, apesar das adversidades, reforçar a cultura Xerente.

Para o cacique da aldeia Novo Horizonte, Pedro Filho Xerente, é necessário preservar a cultura dos povos originários para mantê-la forte e valorizada. “Para que nossas crianças e jovens conheçam e deem prosseguimento. Além de facilitar que pessoas de fora também conheçam nossos costumes”, disse. “Devemos trabalhar para que a cultura se mantenha vigorosa, progredindo de uma forma dinâmica, sem perder suas características”, completou.

De acordo com o prefeito de Rio Sono, Itair Martins, os organizadores do encontro promoveram ações que valorizam a cultura indígena, que tanto contribuiu para o desenvolvimento de nossa região. “Apesar da necessidade da integração do homem branco e os indígenas, temos que reverenciar a diversidade, o respeito, e a cooperação entre todos”, afirmou.

Segundo o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, eventos como este são de extrema importância, pois elevam a autoestima e a cidadania. “O Governo do Estado, por meio da Agência, com total apoio do governador Mauro Carlesse, tem apoiado iniciativas de valorização da cultura indígena, e este projeto possibilitou uma maior integração da etnia Xerente”, ressaltou.

A ação, desenvolvida pelo Instituto Terra Dourada, foi uma das contempladas com recursos da Lei Aldir Blanc, com destinação dos recursos coordenada no Tocantins pela Adetuc. De acordo com os proponentes do projeto, a equipe de filmagem presente ao Encontro produzirá material audiovisual com a finalidade documentar e divulgar a cultura Xerente em escolas da rede municipal e estadual de ensino, além de outras instituições públicas.

O evento contou com caciques e lideranças regionais, comunidade da aldeia e localidades próximas - Adetuc - Governo do Tocantins.jpeg -
keyboard_arrow_up