Artesanato tocantinense presente na 31ª Expominas     

Feira acontece em Belo Horizonte até o dia 6; Adetuc selecionou os participantes por meio de edital.
por Seleucia Fontes / Governo do Tocantins
-
Estande do Tocantins na Expominas2020 - Adetuc - Governo do Tocantins.jpg
Estande do Tocantins na Expominas 2020 - Foto: Adetuc / Governo do Tocantins

Cerca de 2 mil artesãos de todo Brasil, incluindo o Tocantins, estão em Belo Horizonte para participar da 31ª Feira Nacional de Artesanato (Expominas). O evento acontece até domingo, 6, e será o único do segmento a ser realizado em 2020, em função da pandemia da Covid-19, que provocou o cancelamento de outras feiras previstas para o ano. A organização espera atrair cerca de 65 mil visitantes aos seis 600 estandes montados para estados e empreendedores.

Além da exposição de produtos, os visitantes poderão participar de oficinas, cursos e palestras de capacitação. As medidas de segurança incluem totens com álcool 70%, higienização do local, aferição de temperatura dos visitantes e expositores, entre outras medidas essenciais. Também é orientado o uso de máscara e o distanciamento físico.

O rico artesanato, o Tocantins está representado, na categoria individual, por Márcio Bello dos Santos (Porto Nacional); Adelsimon Paz de Oliveira (Babaçulândia); Shirlene Sikwatkadi de Brito Xerente (Pedro Afonso) e Josias de Souza Menezes (Gurupi). Na categoria pessoa jurídica, participam as seguintes entidades: Centro Cultural Kájre (Goiatins); Fundação da Associação Dianapolina de Artesãos (Dianópolis); Associação dos Artesãos de Capim Dourado Pontealtense (Ponte Alta do Tocantins) e Associação Dourada (Novo Jardim). Já o artesão Henrique Ihajãc  Krahô, do Centro Cultural Kájre (Goiatins) marca presença no Espaço Indígena.

A seleção foi realizada pela Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), por meio do Edital de Chamamento Público n° 002/2020, publicado no Diário Oficial n° 5.724.

“Nosso artesanato está muito bem representado por esses grandes representantes da economia criativa tocantinense, que, tenho certeza, vão encantar os visitantes com suas peças produzidas em capim dourado, madeira, cerâmica e outras matérias-primas”, pontua o presidente da Adetuc e secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SICs), Tom Lyra, enfatizando que, por orientação do governador Mauro Carlesse, os artesãos tiveram atenção especial na distribuição de cestas básicas no auge da pandemia.

 

 

keyboard_arrow_up